2018-06-14 13:29:07

Dobras

Dobras

Dobra automática: Muito utilizado em materiais como revistas, livros e folhetos, o acabamento é feito de maneira automatizada em papéis de baixa gramatura, em equipamentos bastante velozes, o que permite um baixo custo.

No caso de papéis mais grossos, geralmente acima de 150 g, é feito manualmente, além de necessário que primeiramente seja feito o vinco, para evitar a “quebra” do papel ao dobrar.

Em geral a dobra é utilizada nos mesmos produtos que o vinco, quando o cliente não quer ter trabalho dobrando o material. A questão é que isso eleva o custo do serviço, bem como do seu transporte, já que aumenta o volume dos pacotes.

Existem diferentes tipos de dobras, que proporcionam ao impresso a possibilidade de um layout mais atraente e criativo.

Dobra janela: Este acabamento é bastante utilizado em revistas, pois proporciona um espaço a mais para imagens ou texto. Consiste em uma folha com quatro painéis, em que dois cantos são dobrados para dentro e se juntam, criando uma janela para conteúdo.

Dobra z: Neste tipo de acabamento bastante utilizado em folders, são realizadas duas dobras paralelas, sendo uma virada para dentro e a outra para fora.

Vinco para dobra: Consiste em uma marcação realizada no papel para facilitar uma dobra futura, como em folders, postais ou pastas executivas, além de outros tipos de projetos especiais. O cliente pode ir dobrando o material no vinco à medida que for utilizando.

É importante destacar que o vinco deve ser realizado em gráficas para se obter um bom acabamento, já que, ao tentar fazer a marca manualmente, pode ocorrer a “quebra” do papel.

Como o vinco é feito em uma máquina e pode ser automatizado, o custo é baixo.